Com 36 mil casos de chikungunya este ano, Rio lança campanha contra Aedes aegypti

RIO – Com a proximidade do verão — estação do ano que, por reunir calor e chuva, é considerada o período epidêmico para as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti — a Secretaria estadual de Saúde do Rio de Janeiro lançou, no último domingo, a nova campanha contra o mosquito, que conta novamente com o herói mirim Dezinho. O objetivo é mobilizar toda a população sobre a importância de intensificar as ações de prevenção contra o transmissor da dengue, da zika e da chikungunya. O secretário estadual de Saúde, Sérgio Gama, justifica a escolha por um personagem infantil:

— As crianças são grandes multiplicadoras, por isso, o Dezinho é um grande aliado no combate ao Aedes. Meninos e meninas aprendem com ele e levam a mensagem do quanto é importante acabar com a água parada dentro de casa, já que 80% dos focos do mosquito são detectados em imóveis residenciais – explicou o secretário.

Em 2018, no período de janeiro a 13 de novembro,  a Secretaria estadual registrou 36.102 casos de chikungunya, com 16 óbitos. A dengue teve 13.886 notificações e dois óbitos. Já a zika, no mesmo período, apresentou 2.223 casos, sem registro de morte. Segundo especialistas, é necessário intensificar agora as ações de eliminação do foco do mosquito para evitar surtos e epidemias das três doenças no verão.

A campanha foi lançada em rádios, TVs e veículos online. O nome escolhido para o personagem faz referência a uma das premissas do combate ao  Aedes aegypti. De acordo com a secretaria, dez minutos por semana é tempo suficiente para que uma pessoa olhe todos os possíveis focos do mosquito nas residências. A vistoria deve acontecer em caixas d’água, tonéis, vasos de plantas, calhas, garrafas, lixo e bandejas de ar-condicionado. Assim, é possível evitar a proliferação do mosquito.

O verão, estação mais quente do ano, começa em 21 de dezembro. No site da campanha , as pessoas têm acesso a materiais para imprimir, como, por exemplo, panfletos, jogos, adesivos, quadrinhos com as aventuras do Dezinho, GIFs animados e vídeos, sempre com dicas de como combater o mosquito no dia a dia. Um boneco de espuma representando o personagem também vai percorrer os municípios do Estado do Rio de Janeiro nas ações de prevenção à dengue, zika e chikungunya.

Fonte: O Globo