• R. Adelaide Zangrande, 141
  • Jardinópolis, SP - Brasil

Escorpiões: cuidados básicos podem evitar problemas em casa

Durante o período em que o clima oscila entre quente e chuvoso, é comum o aparecimento dos temidos escorpiões nas residências. À procura de abrigo e comida, esses pequenos animais peçonhentos podem causar grandes problemas.

Problema esse que acabou preocupando Luiza Guedes, mãe do pequeno Ivan. Após ir ao banheiro, a criança acabou pisando e sendo picada por um escorpião. “Ele foi fazer xixi e infelizmente pisou em cima do escorpião. Graças a Deus a gente conseguiu contato com o HU e foram passados todos os cuidados que a gente deveria ter até amanhecer o dia”, disse.

No Hospital Universitário Lauro Wanderley (HU) de João Pessoa, funciona o Centro de Assistência Toxicológica (Ceatox) que é referência no atendimento de casos como o do Ivan, fazendo o atendimento de todos os tipos de picadas de animais peçonhentos, sejam eles serpentes, escorpiões e lagartas. O Ceatox alerta que a pessoa que for picada não deve fazer uso de nenhum medicamento caseiro.

De janeiro a julho de 2019, em João Pessoa, mais de mil pessoas sofreram picadas de escorpião. Destes, 190 casos foram registrados apenas no mês de junho. Em Campina Grande o número é maior: foram cerca de 1.200 picadas durante o mesmo período. “Agora a gente sempre coloca alguma coisa pra tampar o ralo, vaso sempre fechado e o ralo do chuveiro tem sempre uma bacia”, finalizou Luiza.

Fonte: https://www.pragaseeventos.com.br/