• R. Adelaide Zangrande, 141
  • Jardinópolis, SP - Brasil

Baratas podem oferecer risco à saúde

Velha conhecida dos homens, a barata é o inseto que se adapta com mais facilidade aos ambientes e é também o mais resistente. A barata doméstica vive perfeitamente bem dentro das casas, em esgotosbueiros e todos os lugares úmidos e escuros. Ela tem hábito noturno, voa geralmente à noite, é marrom e pode ter até 10 cm de comprimento. 

 

Nojo, pavor, fobia, aversão... Para muita gente, são esses os sentimentos despertados pelas baratas, mas os problemas causados pelas baratas vão muito além das reações que elas provocam nas pessoas. 

 

Embora não 'mordam', como muita gente supõe, elas são perigosas à saúde, pois carregam microrganismos patogênicos na cutícula, asas, antenas, exoesqueleto e pernas, ou seja, praticamente em todo o corpo. Como transitam por áreas muito sujas como lixo e esgoto, as baratas carregam bactérias – entre as quais, a Salmonella -, além de fungos, vírus e vermes, todos capazes de causar diarreia e desidratação aos humanos. A contaminação acontece quando esses insetos passam sobre os alimentos e descarregam os microorganismos. Quando consumidos, os alimentos contaminados podem fazer mal à saúde 

 

Além dos incômodos digestivos e intestinais, as baratas ainda podem causar alergias, como rinites e crises de asma, pois pedaços minúsculos do corpo podem se misturar à poeira e serem inalados por pessoas sensíveis. 

 

Como se prevenir: Não deixe lixo acumulado nem as portas dos armários de cozinha abertos. Mantenha a pia sempre limpa e seca, vede com borracha as portas de saída para a rua e mantenha a casa limpa.

COMBATA E PREVINA COM NOSSA LINHA DE PRODUTOS!